Histórico



A história de Barra do Guarita: Situada no extremo noroeste do Estado do RS, na confluência do Rio Guarita com o Rio Uruguai (daí o seu nome), próximo à cidade de itapiranga/SC (onde o que separa as duas cidades é o Rio Uruguai), e próximo a divisa com a província de Missiones (Argentina), remonta ao século passado.

A região era originariamente habitada por índios Caingangues e Guaranis, ainda hoje presentes e reunidos no Toldo do Guarita município vizinho de Tenente Portela. Os primeiros habitantes brancos chegaram nessa área, segundo relatos, durante a Revolução Federalista de 1893, quando ali se refugiaram, aproveitando a densa mata e o isolamento provocado pelas barreiras naturais.

Por volta de 1911 começou a exploração racional e econômica da região de Tenente Portela, então denominada "Pari", termo indígena que denomina uma pequena rede de taquara usada na pesca. Em 1940, "Pari" passou a denominar-se "Miraguay", em homenagem a um chefe indígena homônimo e, finalmente em 1942, passou à denominação de Tenente Portela, em memória ao Tenente de Engenharia Mário Portela Fagundes, membro da Coluna Prestes e morto na Barra do Rio Pardo em 1925.

O Tenente Portela era filho de José Fagundes e Gabriela Portela Fagundes, nascido a 15 de julho de 1898 na cidade de Pelotas. Estudou no Colégio Júlio de Castilhos, de Porto Alegre, indo após para a Escola Militar de Realengo, no Rio de Janeiro. Em 1924 o jovem e idealista Tenente engajou-se na Coluna Prestes que em suas andanças deixou registrado um marco profundo na memória do povo do Alto Uruguai. Proveniente de Santo Ângelo e acossada pelas tropas Legalistas, a Coluna alojou-se na atual localidade de Alto Uruguai, no município de Três Passos. Encurralada, a coluna precisava encontrar uma saída, ou para a Argentina ou para o Estado de Santa Catarina. Optou pela última. O Tenente Portela foi encarregado de achar um caminho para a travessia do Rio Uruguai e nessa missão, a 24 de janeiro de 1925, à beira do Rio Pardo, já próximo a Santa Catarina, o Tenente tombou em combate, atacado pelas tropas Legalistas provenientes de Palmeiras das Missões.

Em 1941, o Interventor Estadual, Coronel Osvaldo Cordeiro de Farias, companheiro de farda do Tenente Portela, em visita à região, propôs a denominação do Distrito de Miraguay como o seu nome.

Em 1955 Tenente Portela emancipou-se de Três Passos e em 1963 era criado o Distrito de Barra do Guarita, para onde a partir de 1936, haviam migrado muitas famílias provenientes da região de Caxias do Sul, Bento Gonçalves e também de Palmeira das Missões, iraí e Carazinho, tais como os Vogt, Santos, Borges dos Santos, Pedroso, Vogel, Pompeo, Sala, Bernardi, Sangaletti, Berté, Peirot, etc...

Por estar situada na margem oposta do Rio Uruguai junto a cidade de Itapiranga, em Santa Catarina e que veio a oferecer abundantemente mão-de-obra para muitos operários. Barra do Guarita se desenvolveu rapidamente ao longo das décadas de 1970 a 1980, justificando sua recente emancipação político-administrativa.

Data do aniversário de Barra do Guarita: 20/MARÇO/1992



Enviar por e-mail Imprimir

Anexos

ata de posse prefeito.pdf Baixar

Fale conosco

Mande suas críticas e sugestões para o portal

Contato

Imprensa

Se você é imprensa cadastre-se e receba as notícias fresquinhas

Cadastre-se

Curta

Rua Sobradinho, 09 - (55) 3616 1025

Horário de atendimento: 7h às 13h

Visualizar mapa